Com atuação em onze cidades do Rio Grande do Sul mutirão do Instituto Água e Terra completa 10 dias de trabalho no estado gaúcho

São atualmente 67 técnicos do órgão ambiental à disposição da Defesa Civil do estado gaúcho.

Por Redação
24/05/2024 11:51
Atualizado há 1 mês ago

A equipe de voluntários do Instituto Água e Terra, IAT, completou dez dias de atuação ininterrupta para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. São atualmente 67 técnicos do órgão ambiental à disposição da Defesa Civil do estado gaúcho.

O grupo está trabalhando em duas frentes: limpeza urbana e distribuição de água potável por meio de caminhões-pipa; e no resgate de pessoas, animais e apoio logístico com embarcações e caminhonetes 4×4. Neste momento, a ação de limpeza pública de ruas, praças, escolas, creches e hospitais, está concentrada nos municípios de Estrela, Colinas, Roca Sales, Arroio do Meio, Muçum, Encantado, Cruzeiro do Sul, Sinimbu e Rio Pardo.

No início da semana noticiamos sobre a iniciativa do Instituto Água e Terra, devido à falta de caminhões pipa para a realização da limpeza dos espaços públicos no estado do Rio Grande do Sul. Na ocasião, após contato com prefeitos da região, o comboio com 30 caminhões, sendo um deles de Umuarama, saiu no domingo passado com destino ao estado gaúcho.

A assistência logística, com o suporte de sete caminhonetes 4×4 e cinco barcos para resgates, colabora com a distribuição de alimentos, água e medicamentos e também no transporte de insumos e mantimentos no estado. Essa parte do grupo, com 22 pessoas, está concentrado na região do Lago Guaíba, em Porto Alegre. A previsão é que a força-tarefa siga pelo menos até o dia 29 de maio na região. Os caminhões-pipa integram o projeto Patrulha Ambiental, inciativa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável, executada pelo IAT. O Paraná tem prestado apoio às cidades gaúchas com o envio de forças de segurança, equipamentos e alimentos. Além de dezenas de bombeiros para trabalhar nos resgates, foram enviados policiais militares para ajudar a coibir roubos e saques nos locais mais afetados, policiais civis para apoiar as autoridades locais e profissionais da Polícia Científica. Por meio da Defesa Civil, já foram enviados mais de 8,4 mil toneladas de alimentos e mantimentos arrecadados pela campanha SOS RS. O Governo do estado do PR enviou também viaturas, caminhões-tanque, embarcações e helicópteros, que estão sendo utilizados em diversas frentes de trabalho, além de bolsas de sangue, medicamentos e profissionais de outras áreas.

Veja também

Após esfaquear a avó e tentar roubar moto, homem enfrenta a polícia e acaba m...
Há 6 horas ago
Motociclista sofre traumatismo craniano e fica em estado grave após queda de ...
Há 1 dia ago
Mais uma edição da Corrida Noturna de Umuarama acontecerá neste sábado, mais ...
Há 2 dias ago
BPFron e NEPOM apreendem em Guaíra mais de 8kg de haxixe preso ao corpo de mu...
Há 2 dias ago
Identificado trabalhador que morreu ao sofrer queda em silo em Goioerê
Há 2 dias ago
Na Câmara de Vereadores, umuaramenses são homenageados como cidadão honorário...
Há 2 dias ago
Umuarama 31°
Partly Cloudy

Manutenção

Estamos em atualização